E-commerce e as tendências de consumo pós quarentena

O primeiro semestre de 2020 foi um tanto quanto inesperado. O mercado como um todo, assim como o setor de moda, atravessa um momento atípico e, sem dúvidas, esse período mudará o comportamento dos consumidores.

De acordo com o Google, alguns hábitos irão permanecer mesmo com o fim do distanciamento social. Segundo a pesquisa da empresa, a principal tendência de consumo é que as pessoas irão comprar mais online. Ou seja, apesar de tudo, 2020 chegou para transformar, mais uma vez, o mundo do e-commerce.

O aumento das compras online pode ser atribuído à uma série de fatores. Um deles é o conforto. Muitos compradores online foram forçados a aderir à essa modalidade de compras. Mas, pode ter certeza de que mais da metade não abrirá mão desse conforto tão cedo. Desde serviços bancários à compra de itens simples para o dia a dia, o universo da compra online oferece poder de consumo sem sair de casa.

No setor de modas, o Grupo Consumoteca também fez uma pesquisa com a seguinte pergunta aos seus entrevistados: “Se, na próxima semana, você precise comprar roupas como pretende fazer isso?”. 47% das pessoas respondeu “vou pedir online”.

Vale analisar uma outra faceta: os hábitos de consumo são tão voláteis quanto o gosto do ser humano. Mas, se o e-commerce tem um compromisso é o de se adaptar aos hábitos de consumo de seu público. Muitos lojistas estão sendo obrigados a digitalizarem suas empresas. Desta maneira, a melhor forma de migrar para o universo online é entender o que o seu e-commerce pode oferecer ao consumidor já que os hábitos de consumo não serão os mesmos no mercado pós pandemia.

Agora é a hora de investir no e-commerce

Seja para reforçar estoque de produtos ou em ações de marketing, agora é a hora de investir no seu e-commerce. Cada segmento tem seus pontos fortes e fracos no cenário atual.

O segmento de moda e acessórios pode pensar em investir mais em facilitadores na hora de provar o produto. Como, por exemplo, maior disponibilidade de fotos e modelos para as consumidoras não ficarem com dúvidas sobre o caimento da peça.

As lojas que souberam se planejar e andar na mesma velocidade das dificuldades estarão se sobressaindo e terão aumento de vendas.

Até mesmo as grandes marcas têm feitos investimentos para solucionar problemas em tempo recorde para se posicionarem melhor no universo digital e alcançarem, de fato, o seu consumidor. As Casas Bahia, por exemplo, criou a campanha “Me Chama no Zap” para promover o novo canal de vendas da marca que coloca à disposição dos clientes os vendedores de loja que estão trabalhando em home office.

Assessoria R.Baccin

A R.Baccin, que conta com experiência e conhecimento de 63 anos de mercado em representações de roupas e assessoria de compras, quer te auxiliar nesse período de mudanças e adaptações.

Nossa equipe é composta por representantes e assessores especializados em atender todas as necessidades dos lojistas para melhorar os resultados em vendas e personalizar o atendimento de acordo com as características da sua loja.

Entre em contato com a gente pelos nossos canais AQUI.

Esperamos seu contato,

Até breve!

Compartilhe esta informação!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Deixe um comentário
Buscando algum artigo?
Posts Recentes
Dicas

Sua loja já se adaptou ao Pix?

Agora, na hora de pagar uma conta em um estabelecimento comercial, além da pergunta “é débito ou crédito?”, temos visto uma outra possibilidade: o pagamento por Pix. Esta alternativa já

Leia mais »
Redes Sociais